> Notícias

Caminho da Mata Atlântica e federações de montanhismo juntas


font_add font_delete printer
A caminhada em trilhas é uma das atividades mais praticadas por montanhistas e as federações e clubes reúnem os praticantes mais atuantes e organizados, tendo quase 100 anos de história. Foto:Kika Bradford

A caminhada em trilhas é uma das atividades mais praticadas por montanhistas e as federações e clubes reúnem os praticantes mais atuantes e organizados, tendo quase 100 anos de história. Foto:Kika Bradford

Em parceria com o WWF, estados serão responsáveis por articular parcerias locais e apoiar eventos de divulgação e implantação do caminho


21/02/2018

As federações de montanhismo de Santa Catarina, Paraná e Rio de Janeiro assinaram contratos de parceria com o WWF-Brasil para articular e implementar o Caminho da Mata Atlântica em seus estados.

As federações ficarão responsáveis por articular parcerias locais e apoiar eventos de divulgação, articulação e implantação do Caminho, incluindo expedições para validação do trajeto e mutirões de sinalização.

Esse é mais um passo para a estruturação da governança do projeto, que tem uma comissão geral com representantes dos órgãos gestores de UC, usuários e parceiros, coordenada pelo WWF-Brasil.

A caminhada em trilhas é uma das atividades mais praticadas por montanhistas e as federações e clubes reúnem os praticantes mais atuantes e organizados, tendo quase 100 anos de história.

A atuação direta das federações estaduais de montanhismo dá maior representatividade ao projeto e agrega os princípios e valores do esporte no país, buscando promover as atividades de forma ética e respeitando as tradições e iniciativas locais, bem como os ambientes e áreas protegidas por onde passa a trilha.

Caminho da Mata Atlântica

"O Caminho é uma ideia antiga dos entusiastas de trilha no Brasil, que sentem falta de trilhas de mais de mil quilômetros, como existem no exterior", explica Anna Carolina Lobo, coordenadora do Programa Mata Atlântica e Marinho do WWF-Brasil.

A trilha terá mais de três mil quilômetros e ligará o Rio Grande do Sul ao Rio de Janeiro, passando por Santa Catarina, Paraná e São Paulo. O projeto é liderado pela sociedade civil, ONGs e governo, incluindo mais de 13 instituições, além de voluntários.
 

Fonte: WWF


Compartilhe




Outras Notícias