Pesquisa mostra que apenas 2,1% da população mineira pensa que mineração é mais importante que meio ambiente

Levantamento foi realizado pela MDA Pesquisa, em parceria com a Associação Mineira de Municípios (AMM)
Matheus Muratori - redacao@souecologico.com
Mineração
Publicado em: 18/10/2019

Uma pesquisa realizada pela Associação Mineira de Municípios (AMM), em parceria com a MDA Pesquisa, aponta que somente 2,1% da população do estado pensa que a mineração sobrepõe o meio ambiente. O levantamento, que ouviu 1.500 pessoas em um total de 227 cidades de Minas Gerais, foi realizado entre 23 e 27 de setembro e tem margem de erro de 2,5 pontos percentuais. Os números foram divulgados na tarde da última quarta-feira (16).

A maioria dos entrevistados (53%) pensa que deva haver equilíbrio entre a preservação do meio ambiente e a atividade mineradora no estado. Outros 45,5% acreditam que a preservação ambiental é mais importante que a mineração em Minas Gerais.

Mineração não é bem quista pela população (Foto: Ricardo Teles/Portal Brasil.gov.br)
Mineração não é bem quista pela população (Foto: Ricardo Teles/Portal Brasil.gov.br)

O restante, que totaliza 2,5%, não sabe ou não respondeu. Entre as regiões de Minas Gerais, a Noroeste é a que mais prioriza o meio ambiente, com 54% das pessoas da localidade acreditando que a preservação ambiental é mais importante que mineração.

Já o Alto Parnaíba, com 6%, é a região que mais acredita que a atividade mineradora é mais importante que a manutenção do meio ambiente.

Rompimento de barragens

A pesquisa também aferiu a preocupação da população com rompimento de barragens. Os dados apontam que 58,4% demonstram muita preocupação, enquanto 17,8% nenhuma, 15,1% média, 8,1% pouca e 0,6% não sabem ou não responderam.


Postar comentário