Agência Internacional de Energia alerta para alta nas emissões de carbono

Levantamento divulgado nessa quarta-feira (13) mostra que as emissões estão em alta
Da Redação / Ecológico - redacao@souecologico.com
Meio Ambiente
Publicado em: 14/11/2019

A Agência Internacional de Energia (IEA) divulgou, nessa quarta-feira (13), o 13º World Energy Outlook com algumas alterações na forma como seus cenários tratam a crise climática e a transição energética. O relatório alerta, com veemência, para os problemas que podem ser causados com a alta das emissões de carbono, principalmente tendo em vista os números do último ano.

Essas mudanças pedidas são uma satisfação da IEA a uma carta datada de abril e enviada ao chefe da agência, Fatih Birol, por mais de 60 líderes empresariais, investidores, cientistas climáticos e representantes de países vulneráveis. Eles signatários pediram que a IEA fornecesse uma trajetória real para a limitação do aquecimento global em 1,5ºC, e que seu cenário central refletisse o verdadeiro potencial das tecnologias de energia limpa, em oposição a se basearem em tendências “business as usual”.

Relatório foi contestado por empresários (Foto: Domínio público)
Relatório foi contestado por empresários (Foto: Domínio público)

O World Energy Outlook mostra que as emissões de carbono da indústria global de energia atingiram um novo recorde em 2018, apesar do progresso das energias renováveis nos últimos anos. Outras revelações importantes incluem um alerta sobre a perda global de ímpeto das melhorias de eficiência, a constatação de que os projetos eólicos offshore estão a caminho de atrair US$ 1 trilhão em investimento até 2040, e a projeção da preferência dos consumidores por veículos utilitários esportivos (SUVs) pode vir a compensar os benefícios dos carros elétricos.

No entanto, vários especialistas afirmam que o Outlook deste ano ainda é insuficiente e subestima consistentemente o crescimento das energias renováveis, particularmente da solar, enquanto superestima o pipeline de projetos de termelétricas movidas a carvão.


Postar comentário