Campanha do SetraBH estimula doação de livros

As obras serão doadas para bibliotecas comunitárias e outras instituições. Doações podem ser feitas até 31/05
Literatura
Publicado em: 11/03/2019

Da saga Harry Potter e Senhor dos Anéis, passando pela Coleção Vaga-lume até as obras do escritor Monteiro Lobato. Cada geração teve, em sua época, os livros que marcaram os jovens leitores. O estadista da Roma Antiga Cícero certa vez afirmou que “os livros são o alimento da juventude”. É com o intuito de dar continuidade a esse processo de aprendizagem e cultura que o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH) promove, anualmente a campanha “O Livro Acolhe, Abriga e Ensina”.

Desde 17 de novembro do ano passado, é possível fazer as doações de livros diretamente na sede do SetraBH (Rua Aquiles Lobo, 504 - Floresta, BH), no horário comercial. A partir do dia 1º de dezembro, as doações, que serão aceitas até 31 de maio próximo, também passaram a ser realizadas nos tradicionais postos de coleta da capital: estações do sistema BRT Move e BHBUS, dentro dos ônibus e nas garagens das empresas.

Os livros coletados serão doados para o acervo de bibliotecas comunitárias nas regionais da cidade e também para as demais instituições já cadastradas em etapas anteriores. Outras escolas e instituições interessadas em participar, para receber ou doar acervos literários, podem se informar pelo telefone (31) 3248-7035 ou pelo site: www.olivroacolhe.com.br

As instituições de ensino parceiras farão ações internas da campanha para receber obras literárias doadas pelos estudantes, professores, familiares e comunidade. O SetraBH convida as demais escolas, faculdades e cursinhos da Capital a aderirem a iniciativa “O Livro Acolhe, Abriga e Ensina”. O objetivo é colocar em circulação obras que podem despertar o prazer pela leitura iniciada na educação infantil e prolongado pela vida adulta, como o pleno exercício da cidadania, encantando novos leitores em um grande movimento de transformação. Parafraseando Monteiro Lobato: “Quem escreve um livro cria um castelo, quem o lê mora nele”.


Postar comentário