Comissão vai requerer informações sobre obra no Sistema Paraopeba

Intervenção garantirá abastecimento hídrico de um terço de Belo Horizonte
Da redação* - redacao@souecologico.com
Recursos Hídricos
Publicado em: 26/11/2019

O andamento das obras da nova fonte de captação de água do Rio Paraopeba será questionado pela Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana da Câmara Municipal de Belo Horizonte. O pedido de informação será encaminhado à mineradora Vale, Copasa e Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento.

O requerimento foi aprovado nessa segunda-feira (25) na Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH). O documento foi assinado pelo vereador Irlan Melo (PR), relator da CPI que investigou os impactos e riscos do desabamento de barragens de rejeitos para a capital.

Os questionamentos que serão encaminhados pela comissão à Vale, à Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento e à Copasa incluem a situação atual, o andamento e as perspectivas de conclusão da nova fonte de captação do Sistema Paraopeba.

O Termo de Compromisso firmado entre a Vale e o Ministério Público Estadual, com interveniência da Copasa, do governo do estado e do Ministério Público Federal, prevê que as obras fiquem prontas no ano que vem. O atraso no cronograma, poderá, segundo o vereador, comprometer o abastecimento hídrico de um terço da população da capital.

Obras iniciadas em outubro

A Vale informou que já iniciou as obras do novo sistema de captação de água do rio Paraopeba. Segundo a mineradora, o novo ponto de captação de água será construído a aproximadamente 12 km à montante da atual estrutura de captação interrompida da Copasa. A adutora ligará o novo ponto de captação ao sistema já existente da concessionária.

Máquinas da Vale atuam em área impactada - Foto: Divulgação / Vale
Máquinas da Vale atuam em área impactada - Foto: Divulgação / Vale

A estrutura terá a mesma vazão, de 5 mil litros por segundo, da captação atualmente suspensa e seguirá as mesmas premissas de engenharia. A empresa confirma que o prazo limite para conclusão da obra, conforme o compromisso assumido por ela, é até setembro de 2020.

*Com informações da CMBH


Postar comentário