Como os povos guaranis enxergam as constelações?

Contação de histórias que trata do tema será realizada no Espaço do Conhecimento, em BH
Cultura
Publicado em: 27/03/2019

A cultura ocidental olha para o céu e pensa em planetas, estrelas e outros corpos celestes como frutos de milhares de anos de reações químicas e físicas. Os povos indígenas, por sua vez, têm outra perspectiva sobre o Universo, o que será mostrado ao público na contação de histórias ”Desvendando as constelações guaranis”. Será no próximo sábado, 30 de março, às 18h15, no Espaço do Conhecimento UFMG.

Profundos conhecedores da fauna e da flora, os povos guaranis dão muita importância ao céu e seus elementos. A Via Láctea é chamada de Caminho da Anta pela maioria de suas etnias, que enxergam muitas figuras formadas pelo conjunto de estrelas. A mais famosa é a “Constelação da Ema”, que mostra a ave devorando dois ovos que estão em sua garganta.

A atividade tem classificação livre e é gratuita. Para participar, é preciso retirar uma senha na recepção.

Serviço:

Desvendando as constelações guaranis

Quando: Sábado, 30 de março, às 18h15

Classificação: livre

Onde: Espaço do Conhecimento UFMG – Praça da Liberdade, 700, Funcionários, BH

Entrada: gratuita


Postar comentário