COP25 tem sede indefinida, e Espanha se oferece para sediar conferência

Evento aconteceria inicialmente no Brasil, depois seria no Chile, onde também não irá ocorrer mais
Matheus Muratori - redacao@souecologico.com
Política Ambiental
Publicado em: 01/11/2019

A Conferência das Partes da Convenção do Clima das Nações Unidas, a COP25, tem sede indefinida depois de o Chile cancelar o evento no país na última quarta-feira (30). Nessa quinta (31), a Espanha se ofereceu para sediar a conferência em Madri, nas mesmas datas em que aconteceria no país sul-americano: entre 2 e 13 de dezembro deste ano.

Por conta da onda de manifestações que vem ocorrendo no Chile, o presidente Sebastián Piñera anunciou o cancelamento da COP e da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec).

Além da Espanha, a Alemanha estuda a organização do evento no país. A Convenção do Clima das Nações Unidas analisa a situação.

Divulgação/Nações Unidas
Divulgação/Nações Unidas

O Chile herdou o evento do Brasil. Em dezembro de 2018, governo brasileiro, por meio do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), pediu ao presidente em exercício Michel Temer (MDB) para abrir mão da organização do evento por "restrições fiscais e orçamentárias".

Dois ex-ministros do Meio Ambiente, Sarney Filho (2016 a 2018) e Edson Duarte (2018), divulgaram uma carta pedindo ao Brasil para reconsiderar a decisão no momento. Entretanto, é improvável que o país sedie a COP25.


Postar comentário