Doenças transmitidas por Aedes colocam MG em alerta

Duas mortes por dengue foram confirmadas; 18 estão em investigação
Da Redação / Ecológico – redacao@revistaecologico.com.br
Alerta
Publicado em: 12/03/2019

Nos meses quentes e chuvosos, cresce o registro de casos das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, como dengue, chikungunya e zika. Por conta disso, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que Minas Gerais está em situação de alerta.

Neste ano, até o início desta semana, somando os casos confirmados e suspeitos, já são 44.230 registros de dengue – o número é quase 50% maior que o de todo o ano passado.

Dois óbitos por dengue foram reportados, um no município de Betim e outro em Uberlândia; 18 estão em investigação.

Em relação à Febre Chikungunya, são 640 casos prováveis da doença. E, em relação à Zika, são 187 registros prováveis.

Foto: Mohamed Nuzrath/Pixabay
Foto: Mohamed Nuzrath/Pixabay

Ciclos da doença

Minas Gerais viveu na última década três grandes epidemias: em 2010, 2013 e 2016. E, conforme o boletim divulgado esta semana pela SES, “2019 segue a tendência de anos epidêmicos, no entanto, com menor intensidade que as duas últimas epidemias”.

Incidência acumulada de casos prováveis de dengue por município de residência, em MG, no ano de 2019:

Foto: Reprodução / Boletim SES
Foto: Reprodução / Boletim SES

Postar comentário