Empreendedorismo Social: Parceira entre Fundação Amazonas Sustentável e SAP Brasil ajudam mais de 160 famílias ribeirinhas

Iniciativas completam dois anos com seis projetos desenvolvidos em reservas no Amazonas
Bruno Frade - bruno@souecologico.com
Meio Ambiente
Publicado em: 31/05/2019

A SAP Brasil e a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) completam dois anos da parceria de incentivo ao empreendedorismo ribeirinho em comunidades da Bacia Amazônica. O projeto iniciado em 2017 incluiu capacitação profissional em empreendedorismo, incentivo de R$ 100 mil em uma incubadora de negócios sustentáveis, e doação do software de gestão SAP BusinessOne para iniciativas de base comunitária. As atividades vêm gerando renda e contribuindo com o desenvolvimento sustentável e conservação ambiental em cinco Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) e uma Área de Proteção ambiental (APA). Juntos, os empreendimentos já faturam em mais de R$ 550 mil por ano e contribuem para ampliar o impacto positivo para a população e impulsionar a economia local.

Ao todo são mais de 160 famílias diretamente beneficiadas, entre os projetos estão: a fabriqueta de cacau na Comunidade do Verdum; a Casa de Farinha na Comunidade São Felix; A Empacotadora Campo Novo e a Pousada do Garrido, na Comunidade Tumbira.

Foto: Fas - Fundação Amazonas Sustentável / Facebook
Foto: Fas - Fundação Amazonas Sustentável / Facebook

Para a Diretora de CSR e Comunicação na SAP Brasil, Luciana Coen, “ a parceria com a FAS demonstra que o setor privado pode contribuir com o desenvolvimento sustentável a partir do apoio a iniciativas e empreendimentos que encontrem no estilo de vida ribeirinho formas de gerar renda, conservação ecológica e que ao mesmo tempo gere impactos positivos em suas vidas e nas comunidades.

Um dos negócios de destaque nessa jornada, a Empacotadora Campo Novo, responsável pela comercialização da Farinha Ribeirinha, produto muito presente na gastronomia amazônica, conta com o envolvimento direto de 68 famílias produtoras, que juntas produziram mais de 25 toneladas de produtos ao longo de 2018, faturando R$ 98 mil reais no período.

Outro destaque da economia local é a Pousada do Garrido, que desenvolve o turismo de base comunitária que beneficia diretamente sete famílias. O objetivo é estimular o encadeamento produtivo no fornecimento de insumos como peixe, ovos, macaxeira, frutas, farinha, artesanato e outros produtos que são oferecidos na pousada e no restaurante.

O resultado do trabalho desenvolvido em conjunto com a SAP, permite que a Fundação Amazonas Sustentável monitore, rastreie e controle a matéria prima, verifique qual a eficiência produtiva de cada empresa e gerencie os processos de produção e gestão. Além disso, com o incentivo financeiro de R$ 100 mil da SAP foi possível melhorar as condições de infraestrutura, transporte e contratar funcionários para o desenvolvimento das atividades e auxílio nos negócios.

Foto: Fundação Amazonas Sustentável
Foto: Fundação Amazonas Sustentável

Postar comentário