Empresa espera que 14 usinas solares entrem em funcionamento em Minas Gerais até o fim de 2019

Mori Energia tem 15 unidades distribuídas pelo Norte e Noroeste do estado
Matheus Muratori - redacao@souecologico.com
Energia
Publicado em: 09/10/2019

A Mori Energia começou neste ano a introduzir usinas solares nas Regiões Norte e Noroeste de Minas Gerais. Desde fevereiro, uma instalação está inaugurada (em Janaúba, com área de 230 mil metros quadrados). A empresa tem outras 14 indústrias em fundação no estado e espera inaugurá-las até o fim deste ano.

“Temos participação em 15 usinas e estamos aumentando. Pegam inúmeros municípios no Norte e Noroeste de Minas Gerais, são remotas, então geramos energia remotamente nas usinas onde a irradiação solar é mais favorável. E abastecemos clientes, eles arrendam lotes e conseguem independência energética a preço mais favorável. Já tem uma pronta e todas devem entrar em operação até o fim de 2019”, disse Ivo Pitanguy, diretor de novos negócios da empresa.

A Mori, por meio da presença do diretor, esteve no lançamento da nova empresa da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), a Cemig S!M, que representa a fusão da Cemig Geração Distribuída (GD - parceira da Mori) e da Efficientia. Com isso, a Mori também se tornou sócia da Cemig S!M.

Usina solar da Mori (Foto: Divulgação/Mori Energia)
Usina solar da Mori (Foto: Divulgação/Mori Energia)

“Queria parabenizar o time da Cemig GD e da Efficientia em ter essa visão e, obviamente, a diretoria da Cemig de fundir as duas empresas que tem total sinergia e criar a nova empresa, focada em geração distribuída, eficiência energética e soluções energéticas modernas, inovadoras”, comentou Ivo.

A Mori foi fundada em 2012 com a energia solar como pilar, conforme explicou o diretor. “A Mori já nasceu como uma empresa focada na sustentabilidade, com a geração de energia solar. É o nosso core business, expertise, e é isso que fazemos junto com a Cemig GD, hoje Cemig S!M”.


Postar comentário