Família Schurmann rumo a Fernando de Noronha

Exploradores vão reforçar a importância do descarte correto de embalagens PET e do óleo de cozinha para a preservação dos oceanos
Meio Ambiente
Publicado em: 28/09/2018

O Soya Recicla, maior programa de coleta e mobilização de óleo do Brasil, apoia a expedição da Família Schurmann na 30ª edição da Regata Recife-Fernando de Noronha, iniciada em 29 de setembro. Conhecida não apenas pelos desafios encarados no mar, mas também pelo ativismo na preservação do meio ambiente, em especial das águas, os integrantes da família irão chamar a atenção para a importância do descarte correto de embalagens PET e do óleo de cozinha em prol da preservação dos oceanos.

A proposta é que coletem o óleo usado ao longo da regata e convidem os integrantes das outras embarcações a também abraçarem a causa defendida pelo Conexão Schurmann #MaresLimpos. E para engajar o público, os tripulantes do KAT – veleiro da família – utilizarão suas redes sociais para mostrar como é simples fazer a reciclagem do óleo. “Nossa paixão pelo mar é incontestável. Por isso, sabemos da importância do programa Soya Recicla para preservação das águas. Queremos mostrar a todos que, com uma pequena mudança de hábito, é possível evitar que o material seja descartado de maneira incorreta e prejudique o meio ambiente”, afirma o Capitão Vilfredo Schurmann.

O apoio também celebra a inauguração do primeiro ponto de coleta do programa Soya Recicla em Recife, localizado na Universidade Estácio de Sá. É neste local que a Família Schurmann fará o descarte do óleo usado durante a viagem, por volta do dia 10 de outubro. “Com essa inauguração, somamos mais de 1.500 pontos de coletas por todo o Brasil. É mais uma opção para os cidadãos participarem do programa e descartarem o óleo de forma correta”, celebra Rafael Sá, gerente do Soya Recicla.

Sustentabilidade

O programa integra as iniciativas de sustentabilidade da Bunge South America e todo óleo arrecadado é encaminhado ao Instituto Triângulo, responsável pela produção de sabão e da destinação do resíduo para a produção de biodiesel, combustível renovável e que contribui de forma significativa para a redução das emissões de CO². A cada dois litros de óleo de cozinha entregues nos PEVs cadastrados no programa, o cidadão recebe duas barras de sabão biodegradável produzidas com parte do produto coletado.


Postar comentário