Greve global pelo clima tem início nesta sexta-feira

Mobilização deve levar milhões de pessoas às ruas em diversos países
Matheus Muratori - portal@souecologico.com
Clima
Publicado em: 20/09/2019

Começou nesta sexta-feira (20) uma greve global pelo clima que deve levar milhões de pessoas às ruas até o fim da próxima semana. O objetivo da mobilização é de cobrar ações palpáveis das governanças contra as mudanças climáticas que o planeta Terra vem sofrendo.

Esta será a terceira greve de uma série mundial de comícios climáticos, em sua grande maioria organizada pela jovem ativista sueca Greta Thunberg, de 16 anos. Ela está nos Estados Unidos para a Cúpula Climática da Organização das Nações Unidas (ONU) e chegou ao país depois de cruzar o Oceano Atlântico de barco, já que, desde 2015, se recusa a andar de avião por causa da alta emissão de carbono.

A cúpula da ONU terá início na próxima segunda-feira (21). Foram organizados cerca de 4.638 eventos em 139 países até o fim da próxima semana.

Manifestação em Plymouth, cidade da Inglaterra (Foto: Divulgação/Fridays For Future)
Manifestação em Plymouth, cidade da Inglaterra (Foto: Divulgação/Fridays For Future)

Outra liderança do movimento ambientalista global, a jovem estadunidense Katie Eder, de 19 anos, explicou o teor da luta. “Estamos lutando por nós, pelos nossos amigos, pela nossa família e pelo rapaz que mora na nossa rua. Lutamos porque é essa a nossa obrigação”. Ela é responsável por três organizações dedicadas ao meio ambiente e ao impacto social.

As manifestações já tiveram início em todo mundo, e frases como “a temperatura está aumentando”, “este é o nosso futuro”, “salvem a Terra, amem a vida” são lemas mostrados em cartazes nos protestos.

Somente em Nova York, mais de um milhão de alunos de escolas públicas estão autorizados a faltar às aulas nesta sexta-feira para participar da manifestação, caso tenham permissão dos responsáveis.


Postar comentário