Com 15 anos de parceria, Havaianas e Instituto IPÊ lançam novos modelos de chinelos

Porcentagem das vendas será revertida em apoio à preservação da fauna e flora
Matheus Muratori - redacao@souecologico.com
Meio Ambiente
Publicado em: 10/05/2019

A marca de chinelos Havaianas lançou, em parceria com o Instituto de Pesquisas Ecológicas (Instituto IPÊ), uma edição especial de sandálias com estampas de três animais do Brasil em risco de extinção. A cooperação entre as empresas completou 15 anos em 2019, e 7% do valor das vendas líquidas das linhas desenvolvidas são revertidas em apoio à preservação da fauna e flora do país. Ao todo, R$ 8 milhões já foram concedidos por meio das vendas para a organização.

Arara-vermelha, mico-leão e onça-pintada ganharam destaque nesta edição especial (Foto: Divulgação/Havaianas)
Arara-vermelha, mico-leão e onça-pintada ganharam destaque nesta edição especial (Foto: Divulgação/Havaianas)

Desde 2004, já foram lançadas 15 coleções adulto e quatro infantil, retratando a biodiversidade do país. Na edição deste ano, arara-vermelha, mico-leão e onça-pintada e foram desenhados nos chinelos pelo artista brasileiro Arlin Graff.

A Havaianas ainda fará uma ativação do lançamento da edição especial na Europa. Graff foi convidado para pintar, durante uma semana, um mural de 150m² em Lisboa, capital de Portugal.

“Por meio da compra, o consumidor automaticamente contribui com uma causa socioambiental, sem pagar a mais pelo produto, e ainda leva com ele uma mensagem relevante. As sandálias são veículos de comunicação também, pois levam informações sobre as espécies, por exemplo, o nome científico delas. É a união perfeita”, explicou Andrea Peçanha, coordenadora da Unidade de Negócios do Instituto IPÊ, ao Conexão Planeta.

Os modelos já estão à venda e custam R$ 37,90. As sandálias podem ser adquiridas pelo site da Havaianas e nas lojas físicas. A numeração vai de 33/34 a 45/46.


Postar comentário