Impactos socioambientais da mineração serão tema de novas audiências na ALMG

Comissão de Direitos Humanos irá discutir desde regularização fundiária até impacto da mineração na vida das mulheres
Da Redação / redacao@revistaecologico.com.br
Mineração
Publicado em: 14/06/2019

Na manhã de ontem (13/06), a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) definiu que a mineração e as questões fundiárias serão tema de novas audiências públicas nos próximos meses. Os requerimentos para a realização dessas reuniões já foram aprovados.

Duas das solicitações foram feitas pela deputada Beatriz Cerqueira (PT). A primeira delas pede a discussão de impactos socioambientais das atividades minerárias na região do município de Teixeiras, localizado na Zona da Mata (a 215 km de BH), bem como as violações de direitos humanos da população atingida por esses empreendimentos. A segunda audiência deverá abordar uma questão nunca diretamente debatida em Plenário: como a mineração afeta a vida das mulheres.

Os outros dois pedidos de audiências públicas foram solicitados pela deputada Leninha, também do PT. Com o objetivo de garantir os direitos humanos à terra, à moradia e à produção alimentícia, a primeira reunião terá como tema a necessidade de se retomar a regularização fundiária em Minas Gerais.

A outra audiência vai debater o funcionamento e a continuidade dos acordos firmados na Mesa de Diálogo e Negociação Permanente com Ocupações Urbanas e Rurais e com outros grupos envolvidos em conflitos socioambientais e fundiários, assim como a sua importância na garantia dos direitos humanos no Estado.


Postar comentário