Montadora de veículos e cimenteira alemãs se comprometem com plano "carbono zero"

Mercedes e Heidelberg anunciaram medidas nessa segunda-feira (13)
Matheus Muratori - redacao@souecologico.com
Sustentabilidade
Publicado em: 14/05/2019

Nessa segunda-feira (13), duas grandes indústrias globais anunciaram um compromisso, atrelado a um planejamento específico, para um futuro sem emissões de gás carbônico: a montadora de veículos Mercedes-Benz, e a cimenteira Heidelberg. As duas instituições têm matriz na Alemanha.

Intenção é que, pelo menos até 2030, metade da produção da Mercedes seja de carros elétricos puros e híbridos (Foto: Divulgação/Mercedes-Benz)
Intenção é que, pelo menos até 2030, metade da produção da Mercedes seja de carros elétricos puros e híbridos (Foto: Divulgação/Mercedes-Benz)

A Mercedes assumiu ainda um “duplo compromisso”. O primeiro diz que a empresa, em 2039, estará produzindo apenas carros com emissão zero. Antes, até 2030, metade da sua produção será de carros elétricos puros e híbridos.

O segundo compromisso da Mercedes é neutralizar as emissões das próprias fábricas, com a intenção de comprar eletricidade apenas de fontes limpas. Nessa linha, a empresa se comprometeu a ajudar toda sua cadeia de suprimentos a se tornar carbono zero.

Já a Heidelberg se comprometeu a produzir um concreto de emissão zero até 2050. Até 2030, como passo intermediário, a empresa promete reduzir em 15% as emissões nas fábricas.

A estratégia de redução das emissões de gás carbônico da Heidelberg inclui a melhoria da eficiência energética, o aumento constante do uso de combustíveis alternativos e a mudança para matérias-primas alternativas.

A empresa também está investindo em pesquisa de processos de produção com maior eficiência energética, captura e estocagem de CO2 e uso de novas tecnologias de clínquer, parte crítica de seus processos.

Heidelberg se comprometeu a produzir um concreto de emissão zero até 2050 (Foto: Divulgação/Heidelberg)
Heidelberg se comprometeu a produzir um concreto de emissão zero até 2050 (Foto: Divulgação/Heidelberg)

O concreto é a mistura de água, brita, areia e cimento. As emissões para fabricar cimento vêm da queima de combustíveis para manter os fornos a temperaturas acima de 1.000 ºC e da reação de calcinação. Isso libera o dióxido de carbono. Cerca de 0,5 tonelada de gás carbônico é emitida por tonelada de cimento produzida.


Postar comentário