Pesquisa revela aumento do desmatamento na Amazônia

Dados foram coletados entre agosto de 2018 e junho deste ano
Matheus Muratori - redacao@souecologico.com
Meio Ambiente
Publicado em: 15/07/2019

Um levantamento divulgado na última quinta-feira (11), pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), mostrou que o desmatamento na Amazônia cresceu. Entre agosto de 2018 e julho deste ano, a floresta tropical perdeu 3.767 quilômetros quadrados. A perda é 11% maior de que a ocorrida no mesmo período dos anos anteriores.

Celia Santos/Instituto MPU Malanga
Celia Santos/Instituto MPU Malanga

Em junho de 2019, a maioria (56%) do desmatamento ocorreu em áreas privadas ou sob diversos estágios de posse. O restante do desmatamento foi registrado em assentamentos (26%), Unidades de Conservação (13%) e terras indígenas (5%).

Apesar de divulgados pelo Imazon, os dados são do Sistema de Alerta de Desmatamento - SAD. Esses valores são, geralmente, metade do considerado oficial, divulgado pelo Projeto de Estimativa de Desflorestamento - PRODES.

Com isso, existe a possibilidade de que o levantamento do PRODES, que realiza um monitoramento da Floresta Amazônica brasileira por satélite, entre agosto de 2018 e julho deste ano, ultrapasse o teto de desmatamento (8.143 km²) assumido pelo Brasil aos doadores do Fundo Amazônia.


Postar comentário