Pesquisadores alertam para dificuldades da realização dos Jogos Olímpicos de Inverno com aquecimento global

Estudo envolveu cientistas do Canadá e dos Estados Unidos
Matheus Muratori - redacao@souecologico.com
Clima
Publicado em: 05/12/2019

Um estudo divulgado nesta quinta-feira (5) por pesquisadores do Canadá e dos Estados Unidos alertou para possíveis dificuldades do Comitê Olímpico Internacional (COI) em organizar os Jogos Olímpicos de Inverno por causa do aquecimento global. O levantamento observou 21 cidades que sediaram ou sediarão a Olimpíada entre 1924 e 2022.

Os pesquisadores calcularam o impacto do aquecimento global nas sedes olímpicas. Eles checaram se a temperatura durante o dia cairia para menos de zero e se a neve com mais de 30 centímetros seria capaz de se sustentar.

Edição de 2018 foi realizada em Pyeongchang, condado localizado na província de Gangwon, Coreia do Sul (Foto: Divulgação/COI)
Edição de 2018 foi realizada em Pyeongchang, condado localizado na província de Gangwon, Coreia do Sul (Foto: Divulgação/COI)

O resultado do estudo mostrou que nove cidades se tornariam impróprias para sediar os Jogos de Inverno por volta de 2050. Somente 12 cidades foram consideradas como tendo clima propício.

Os cálculos foram baseados no cenário hipotético, que se passa no final deste século, em que a temperatura média global sobe quatro graus centígrados acima do período pré-industrial. Os próximos jogos Olímpicos de Inverno serão disputados em 2022, em Pequim, na China, entre 4 e 20 de fevereiro.


Postar comentário