Petrobras afirma que petróleo das praias do Nordeste é mistura vinda da Venezuela

Navios que costumam navegar ao longo da costa brasileira são da categoria Suezmax e comportam mais de 140.000 toneladas
Da Redação / Ecológico - redacao@souecologico.com
Meio Ambiente
Publicado em: 10/10/2019

Segundo O Globo, “um laboratório da estatal analisou 23 amostras do resíduo recolhido no litoral do Nordeste. Os técnicos compararam as moléculas com o material produzido pelo Brasil. Segundo relatório, o óleo encontrado não é produzido, comercializado e nem transportado pela estatal, mas uma mistura de óleos venezuelanos.”

Segundo a Folha, “a Petrobras, que participa dos trabalhos de limpeza das praias, informou que já recolheu 133 toneladas de resíduo oleoso.” Os navios que costumam navegar ao longo da costa brasileira são da categoria Suezmax e comportam mais de 140 mil toneladas.

Adema/Governo de Sergipe
Adema/Governo de Sergipe

Já que até agora não temos uma explicação para a origem deste petróleo, permitam-nos uma pergunta/especulação: seria este óleo resultado de um vazamento ocorrido numa transferência ship-to-ship? Isto explicaria não termos até agora nenhum registro de acidente em águas internacionais. Pensamos nisto ao saber, pela Bloomberg, que transferências deste tipo têm sido muito usadas pela China para mascarar a compra de petróleo de países que sofrem sanções dos EUA, como Venezuela e Irã.

Fonte: Climainfo


Postar comentário