Plataforma recebe inscrições para ajudar a solucionar problema dos canudos plásticos

Startups e empreendedores podem participar; solução escolhida recebe US$ 50 mil para implementação e será acelerada pela companhia
Meio Ambiente
Publicado em: 01/03/2019

A empresa de alimentos e bebidas Nestlé acaba de lançar o primeiro desafio brasileiro em sua plataforma de inovação aberta HENRi@Nestlé. O primeiro desafio no País será voltado a repensar o papel dos canudos de plástico nas embalagens, sem prejudicar a experiência de consumo. A intenção é diminuir, reduzir ou até mesmo eliminar o impacto ambiental dos canudos, que tem efeitos em toda a cadeia de valor. A empresa está aberta a soluções que podem envolver novos tipos de embalagens, incentivo a mudanças de comportamento do brasileiro em relação ao uso dos canudos de plástico, ou até mudanças na cadeia de suprimentos. As inscrições vão até 7 de abril e empreendedores e empresas de todos os portes podem inscrever seus projetos.

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Para inscrever os interessados devem acessar http://www.henri.nestle.com e buscar Iniciativa para a substituição do canudo de plástico. Os projetos serão avaliados e a empresa selecionará cinco deles para passar para a próxima etapa e concorrer a um prêmio único de US$ 50 mil para implementação do projeto-piloto. Por ser global, a plataforma está em inglês, mas a Iniciativa para a substituição do canudo de plástico está descrita em português e os projetos também podem ser submetidos em português.

De acordo com a organização Ocean Conservancy, canudos de plástico são o sétimo item mais coletado nas areias das praias em todo o mundo e, na maioria das vezes, deslocam-se da areia para o mar, poluindo a água e prejudicando a fauna marinha. "Esta é uma questão de grande importância para a Nestlé. Reconhecemos que os canudos de plástico se tornaram um desafio global e estamos preparados para tomar medidas decisivas para ajudar a resolvê-lo. Com a plataforma, conseguiremos fazer isso de uma forma muito mais ágil e aberta a muitas formas de repensar esta questão", diz Carolina Sevciuc, diretora de Transformação Digital da Nestlé Brasil.


Postar comentário