Plataforma do Google permite visita ao Museu Nacional

Construção atingida por incêndio foi parcialmente reconstruída em ambiente digital

Da Redação / Ecológico - redacao@revistaecologico.com.br
Tecnologia
Publicado em: 17/12/2018

Destruído em setembro último por um incêndio de grandes proporções, o Museu Nacional, o mais antigo do Brasil, já foi parcialmente reconstruído. Mas isso se deu, por enquanto, de forma digital, com imagens de alta resolução, escaneamento a laser em 3D e realidade virtual e aumentada.

A oportunidade para quem nunca conheceu ou para quem pretendia revisitar o até então quinto maior museu do mundo em acervo, localizado na Quinta da Boa Vista, zona norte do Rio de Janeiro, é fruto de uma parceria entre a instituição e o Google Arts & Culture. Por meio dela, pode ser contemplada uma pequena parte do que o espaço abrigava. Estima-se que eram cerca de 20 milhões de itens de importância histórica.

Entre as peças e os ambientes reconstruídos para o passeio virtual estão: a sala onde era exibido o fóssil humano de Luzia, o mais antigo encontrado nas Américas; o hall de entrada com o meteorito de Bendegó, que resistiu às chamas; a coleção mediterrânea da imperatriz Teresa Cristina; a sala egípcia com as múmias; a réplica do titanossauro; a cerâmica marajoara de 3.000 anos; os artefatos africanos e indígenas; e a coleção de belas borboletas e mariposas brasileiras que correm risco de extinção.

Na plataforma do Museum Views, é possível também passar pelo pátio frontal e pelas fachadas do edifício cede da instituição científica mais antiga do país, que meses antes do incêndio completara 200 anos. O passeio virtual é guiado por narrações com áudio em português, inglês e espanhol.

O gerente global de Preservação Histórica do Google Arts & Culture, Chance Coughenour, conta que o projeto foi iniciado em 2016. A proposta inicial era ampliar o acesso ao acervo, mas, como ele mesmo pontua, a tecnologia acabou sendo também importante para preservar a memória de culturas ancestrais. "Mesmo que as imagens não possam substituir o que foi perdido, elas nos oferecem uma maneira de lembrar."

Para fazer o tour virtual pelo Museu Nacional basta acessar o site do Google Arts & Culture, ou baixar o aplicativo para Android ou iOS.


Postar comentário