População recupera corais marinhos destruídos por tsunami no Sri Lanka

Tragédia de dezembro de 2004 matou 220 mil pessoas
Da Redação / Ecológico - redacao@souecologico.com
Meio Ambiente
Publicado em: 23/12/2019

A população do Sri Lanka depositou mudas de coral no leito marinho, antes da data que marca os 15 anos do catastrófico tsunami de 2004 no Oceano Índico. A nação foi uma das mais castigadas pelo desastre.

Uma organização não governamental (ONG) iniciou o programa no sábado (21), cinco dias antes da data que marca a tragédia, ao largo da costa da vila de Seenigama, no sudoeste do país.

A região era conhecida como um dos principais habitats para corais. Contudo, amplas áreas repletas de recifes de coral foram destruídas pelo tsunami.

REUTERS/Desmond Boylan/Arquivo
REUTERS/Desmond Boylan/Arquivo

Membros da ONG partiram do litoral em um barco, colocaram um suporte de concreto para o cultivo no fundo do mar a quatro metros da superfície, e depositaram na plataforma mudas de coral com aproximadamente 2 centímetros de altura.

A expectativa do grupo é de que as mudas cresçam entre 10 e 15 centímetros de altura em um ano, se o desenvolvimento ocorrer como esperado.

Um membro da ONG disse que conseguia se lembrar dos fragmentos de coral atingindo as praias após o tsunami. Ele acrescentou que seu grupo quer apoiar a economia e o turismo local através da proteção e estímulo dos corais.

O tsunami do dia 26 de dezembro de 2004 deixou mais de 220 mil pessoas mortas ou desaparecidas.

Fonte: Agência Brasil


Postar comentário