Sambódromo vai ganhar cooperativa de reciclagem

Movimento Vá de Lata espera reciclar 14 toneladas de materiais coletados durante ensaios e desfiles, em parceria com 85 catadores do Rio de Janeiro
Carnaval
Publicado em: 25/02/2019

Um importante legado será deixado no Carnaval do Rio de Janeiro. Em uma ação inédita, uma cooperativa de materiais recicláveis será instalada no sambódromo e funcionará simultaneamente aos desfiles, fazendo a gestão de resíduos recicláveis durante os ensaios técnicos e os cinco dias de apresentações oficiais.

Trata-se do projeto "Do meu lixo cuido eu", parte do movimento Vá de Lata. Ao todo, espera-se que 14 toneladas de resíduos sejam recicladas. A ação faz parte da campanha "Quem curte natureza e diversão, cai na folia de latinha na mão", lançada pelo Vá de Lata, movimento criado pela Ball Corporation – maior fabricante de latas de alumínio do mundo. O objetivo é conscientizar o público sobre as vantagens da embalagem que considerada a mais amiga do meio ambiente: a latinhas de alumínio, com apoio da Novelis, recicladora oficial das latinhas da Sapucaí 2019.

Foliões que forem assistir aos desfiles nas arquibancadas e nas frisas receberão sacolas recicláveis e orientações sobre como separar lixo orgânico e reciclável durante a festa. A cada intervalo, as sacolas serão recolhidas por catadores de materiais recicláveis e levadas para uma esteira de separação alocada no setor A da Sapucaí. Lá, a equipe irá separar, tratar os resíduos e depois encaminhá-los para a destinação correta. Cerca de 85 catadores, da Associação de Catadores do Aterro Metropolitano de Jardim Gramacho, estarão trabalhando no projeto.

Foto: Cidade do Rio
Foto: Cidade do Rio

Papel dos catadores

Segundo Thaís Moraes, gerente de Comunicação e Comunidades da Ball América do Sul, o objetivo do projeto é aproveitar o momento do Carnaval para propor uma reflexão sobre o descarte correto de cada resíduo. "A separação de resíduos é responsabilidade de cada um de nós, como consumidores. Essa iniciativa ajudar a educar o folião sobre como é possível adotar essa prática no dia a dia e de maneira simples. Além, ainda, de lançar luz sobre o importante papel dos catadores para a sociedade, que atuam como agentes ambientais", explica.

Acredita-se que mais da metade do material coletado será composto por latas de alumínio. A embalagem é campeã em reciclagem no mundo há 16 anos, com uma taxa de 97,3% só no Brasil, subsidiando, inclusive, a coleta de outros materiais, como o vidro e o PET. Além de ser 100% e infinitamente reciclável, a latinha, quando descartada corretamente, volta ao mercado em apenas 60 dias após ser consumida e, por isso, é considerada a embalagem mais amiga do meio ambiente.

"Apoiar iniciativas que promovam a reciclagem faz parte da estratégia da Novelis e de seu compromisso com a sustentabilidade. Somos a maior recicladora de alumínio do mundo e iniciativas como essa fomentam o processo de economia circular. Este ano, faremos parte de um Carnaval mais consciente e deixaremos um legado, impactando positivamente o meio ambiente, as cooperativas e a população", conclui Eunice Lima, diretora de Comunicação e Relações Governamentais da Novelis América do Sul.


Postar comentário