Santuário do Caraça guarda riqueza histórica, cultural e gastronômica

Situado a pouco mais de 120 km de Belo Horizonte, local é destino certo para quem procura tranquilidade, conhecimento e lazer em meio a natureza
Turismo
Publicado em: 21/01/2020

O Santuário do Caraça (Estrada do Caraça, Km 9 - Entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara) é um dos pontos turísticos que possui mais riqueza histórica e cultural em Minas Gerais. Além de toda a sua beleza natural e excelente gastronomia, reserva também para os turistas, muita história através das relíquias que ali estão super bem preservadas e a mostra para todos os visitantes que vão ao local. Entre quadros da época e até mesmo copos utilizados pelos padres e seminaristas, o museu ainda guarda muitas surpresas para os visitantes.

De acordo com Márcio Mol, gerente geral do complexo Santuário do Caraça, o Museu ainda guarda outras relíquias. "Tem as camas que foram utilizadas por Dom Pedro II e Dona Teresa Cristina, durante passagem do imperador pelo Caraça, mesas de estudo, lamparinas, copos e muitos outros utensílios da época.

Segundo Márcio Mol, o visitante vai sair encantado do local. "Posso dizer com toda certeza, que temos aqui um grande acervo. Aos amantes de música, podemos destacar o lado esquerdo da entrada principal do Museu, que está repleto de radiolas, instrumentos e muitos vinis da época. Alguns de rotação 78rpm, algo raríssimo de ser ver, já que nessa época, os vinis eram mais pesados e até mesmo maiores. Vale a pena conhecer esse espaço e levar dele muito conhecimento. É muita história em apenas um local", conclui.

Gastronomia

A gastronomia do Caraça é ponto que merece atenção especial dos visitantes. delícias que conquistam o paladar de todos. Na adega, dá para ver o processo de produção do vinho tinto, do hidromel e dos fermentados de laranja, jabuticaba e morango. Há também a padaria, que fabrica pães, bolos e biscoitos, e a doceria, para doces, geleias e compotas. O queijo minas artesanal é uma das delícias mais procuradas no Santuário. É matéria prima de vários pratos da região em concursos e festivais gastronômicos.

O processo de fabricação existe há mais de 200 anos . A fabricação artesanal é feita por queijeiros locais, foi retomada em 2015 pelo Santuário do Caraça, que resgatou técnicas e produtos alimentares dos primeiros habitantes de Minas Gerais, com foco no desenvolvimento regional.

Hora do Lobo

Ao cair da noite, após o farto jantar preparado na excelente cozinha do Caraça, é a Hora do Lobo. Os hóspedes se sentam à frente da igreja, no adro, onde é colocada uma bandeja com pedaços de carne, ossos e frutas, e ficam à espera da aparição do visitante mais ilustre do Santuário, o Lobo-guará. O animal, que aparece cada noite para comer, é o símbolo da bela harmonia entre o homem e a natureza. O Santuário do Caraça está aberto todos os dias da semana, das 8h às 17h para visitação e 24 horas para hospedagens previamente agendadas. Para mais informações e reservas de quartos ou espaços para eventos, acesse o site www.santuariodocaraca.com.br

Santuário do Caraça

Local: Estrada do Caraça, Km 9 - Entre os municípios de Barão de Cocais,

Catas Altas e Santa Bárbara - CEP 35960-000

Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do cômodo acesso por

trem (Estação Dois Irmãos - Barão de Cocais/MG)

Horário para visitação: Todos os dias, das 8h às 17h

Taxa de entrada: a partir de R﹩ 12,00 (em dias de semana)

Mais informações, acesse: http://www.santuariodocaraca.com.br


Postar comentário