Amazônia: setembro começa com 980 focos de incêndio na região

Autoridades temem que o grande número logo no primeiro dia de setembro se mantenha
Matheus Muratori - redacao@souecologico.com
Meio Ambiente
Publicado em: 03/09/2019

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou os dados relacionados às queimadas na Amazônia do primeiro dia de setembro deste ano. Os números do instituto governamental apontaram 980 focos de queimadas na Floresta Amazônica no último domingo (1).

No mesmo dia de 2018, foram localizados 880 focos de incêndio. A diferença segue a tendência deste ano. Em 2019, 47.805 pontos de queimadas foram detectados, quase o dobro em relação ao mesmo período do ano passado (23.405).

O mês de agosto teve um aumento considerável de queimadas na Amazônia, o que ligou o alerta em nível nacional e internacional. Segundo o Inpe, foram 30.901 focos, contra 10.421 no mesmo período de 2018. Este foi o maior índice para o mês em nove anos.

Queimadas na Amazônia seguem em alta (Foto: Victor Moriyama/Greenpeace)
Queimadas na Amazônia seguem em alta (Foto: Victor Moriyama/Greenpeace)

As autoridades temem que o grande número logo no primeiro dia de setembro se mantenha. Isso porque, geralmente, esse mês sempre registrou médias maiores do que agosto. Agosto e setembro são os piores meses para a Região Amazônica, que sofre com queimadas constantes nesse período.

O recorde do mês de setembro foi em 2007, quando 73.141 focos de incêndio foram registrados. Já em agosto, 2005 guarda os maiores números, com 63.764 pontos de queimadas.


Postar comentário