Um sexto da floresta boliviana foi destruída por incêndios

Existe um quase consenso de que os incêndios têm origem humana
Da Redação / Ecológico - redacao@souecologico.com
Meio Ambiente
Publicado em: 10/10/2019

Os incêndios destes dois últimos meses atravessaram fronteiras e destruíram quase 30 mil quilômetros quadrados da parte boliviana da floresta tropical seca Chiquitano. O governo anunciou esta semana que os incêndios foram extintos pelas chuvas. Extintos, também, foram 2 milhões de animais, incluindo espécies únicas do ecossistema que mal haviam sido descobertas. Estima-se que na região existiam cerca de 4 mil espécies de plantas e 1.600 de animais.

Existe um quase consenso de que os incêndios têm origem humana, já que o governo vem prometendo ampliar as áreas para lavouras e pastagens. No país, a maneira mais barata de abrir novas área é cortar e tocar fogo na floresta. O governo boliviano diz que não é responsável, mas colocou a culpa na mudança climática.

Reprodução/Climainfo
Reprodução/Climainfo

Um pesquisador comentou: “Levaria mais de 200 anos para a Chiquitano se recuperar”, disse. “Essa é a estimativa, mas ninguém sabe realmente. E mesmo que tivéssemos 200 anos, precisaríamos da vontade política para reparar a floresta por dois séculos. Não consigo ver isso acontecendo”.

Fonte: Climainfo


Postar comentário