Vacinação contra gripe começa mais cedo em 2019

Confira atitudes para se prevenir e evitar a transmissão
Da Redação / Ecológico - redacao@revistaecologico.com.br
Saúde
Publicado em: 29/03/2019

O dia de mobilização nacional da Campanha de Vacinação contra a Influenza será em quatro de maio, mas a distribuição da vacina já foi iniciada no Amazonas. Além disso, os demais estados vão antecipar a aplicação das doses para impedir que os casos já confirmados no Norte do país se espalhem mais facilmente.

Em Minas Gerais, por exemplo, o governo estadual informou que campanha será realizada no período de 10 de abril a 31 de maio. A meta nacional estabelecida pelo Ministério da Saúde é vacinar 90% da população dos grupos prioritários.

Público-alvo

Neste ano fazem parte do grupo prioritário as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos de idade. Também compõem o grupo a ser vacinado: os adultos com 60 anos ou mais de idade, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, além de professores das escolas públicas e privadas.

Também devem ser vacinas povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, assim como adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

O Ministério da Saúde distribuirá 64 milhões de doses este ano. - Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG
O Ministério da Saúde distribuirá 64 milhões de doses este ano. - Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG

Para não remediar...

O Ministério da Saúde elencou uma série de atitudes que também podem ajudar a prevenir a gripe e evitar a transmissão do vírus. Importante ressaltar que nenhuma destas medidas substitui a importância da vacina, confira:

Para se prevenir da gripe (além da vacina):

• Evite o contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe;

• Lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não tiver água e sabão, use álcool em gel;

• Evite tocar a boca, nariz e olhos;

• Limpe e desinfete superfícies que podem estar contaminadas, como mesa e corrimão;

• Mantenha hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física;

• Se sentir os sintomas da doença (febre, calafrio, dor de cabeça, tosse, dor de garganta ou outros sintomas) procure um serviço de saúde;

• Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

• Mantenha os ambientes bem ventilados, com portas e janelas abertas.

Como evitar a transmissão, se você estiver doente:

• Evite sair de casa enquanto estiver com febre;

• Quando possível, evite contato próximo com outras pessoas para evitar transmissão;

• Adote hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos;

• Lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não tiver água e sabão, use álcool em gel;

• Cubra o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar. Jogue o lenço no lixo e lave as mãos;

• Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

• Evite aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados;

• Procure um serviço de saúde.

Saiba mais:

A influenza é uma doença sazonal, mais comum no inverno, que causa epidemias anuais, podendo haver anos com maior ou menor intensidade de circulação de vírus influenza e, consequentemente, maior ou menor número de casos e óbitos.

No Brasil, devido às diferenças climáticas e geográficas, podem ocorrer diferentes intensidades de sazonalidade da influenza e em diferentes períodos, nas unidades federadas.

A circulação do vírus no estado do Amazonas segue o período sazonal da doença potencializado pelas chuvas e enchentes e consequente aglomeração de pessoas. Neste período é observada uma maior intensidade da circulação do vírus influenza.

(Fonte: Ministério da Saúde)

*Com Agência Minas / Blog do Ministério da Saúde


Postar comentário