Reflorestamento e desmatamento evitado são as medidas mais custo-efetivas para combate ao aquecimento global

Remoção de CO2 em reflorestamentos tropicais poderia ser aumentada em 5% a um custo de US$ 20 por tonelada de CO2
Da Redação / Ecológico - redacao@souecologico.com
Meio Ambiente
Publicado em: 29/05/2019

A remoção de dióxido de carbono (CO2) da atmosfera por meio do plantio de florestas tropicais pode ser uma forma “de baixo custo” de combater a mudança climática, calcula um estudo publicado na Nature Climate Change. A pesquisa estima que a remoção de CO2 em reflorestamentos tropicais poderia ser aumentada em 5% a um custo de US$ 20 por tonelada de CO2. No entanto, o “desmatamento evitado” – a manutenção das florestas em pé – pode ser até nove vezes mais econômico do que o reflorestamento em geral.

Domínio público
Domínio público

Um grupo de pesquisadores europeus publicou, na Climate Policy, uma análise científica das narrativas das políticas e atividades de REDD+ (Redução de Emissões de gases de efeito estufa provenientes do Desmatamento e da Degradação Florestal) no mundo.

Ao final, eles recomendam um cuidado especial na estruturação dos mecanismos de compartilhamento de benefícios e uma abordagem reflexiva quanto às narrativas usadas para justificar as características específicas do projeto. Esses pontos “são fundamentais para se alcançar a eficácia, a equidade e a legitimidade”.

Fonte: ClimaInfo


Postar comentário