Vereadores fiscalizam funcionamento de centros de convivência agroecológica

As visitas técnicas ocorrerão em três unidades instaladas em BH
Da redação - redacao@souecologico.com
Políticas públicas
Publicado em: 12/11/2019

As condições de funcionamento de três Centros de Vivência Agroecológica (Cevaes) serão verificadas pela Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana da Câmara Municipal de Belo Horizonte. A medida foi aprovada em reunião ordinária nesta segunda-feira (11), a pedido dos vereadores Edmar Branco (Avante), Pedro Patrus (PT) e pela vereadora Bella Gonçalves (Psol).

Os Cevaes têm como objetivo promover o desenvolvimento das comunidades de modo sustentável, por meio de intervenções socioambientais participativas.

No dia 21 de novembro, às 13h30, será vistoriado o Cevae Coqueiros (Rua Eneida, 1485); já no dia 22 de novembro, às 9h30, será a vez do Cevae Taquaril (Rua São Vicente, esquina com Rua Leopoldo Gomes, no Bairro Granja de Freitas); e por último, no dia 27 de novembro, às 9h, o Cevae Capitão Eduardo (Rua Macaúbas, 10, no Bairro Conjunto Capitão Eduardo) recebe os vereadores.

 Centro de Vivência Agroecológica (Cevae) Coqueiros, região Noroeste - Foto: Santa Rosa / PBH
Centro de Vivência Agroecológica (Cevae) Coqueiros, região Noroeste - Foto: Santa Rosa / PBH

De acordo com a Prefeitura, os Cevaes, como política de meio ambiente, representam uma opção de ocupação sustentável e produtiva, aliada à geração alternativa de renda para áreas verdes e degradadas. Já como política de segurança alimentar, os Cevaes, também segundo a PBH, significam o fomento da agricultura urbana, baseada nos princípios da agroecologia, da economia solidária, da segurança alimentar e nutricional e da equidade de gênero.

* Com informações da CMBH.


Postar comentário