Voluntários engajados na proteção da Flona de Carajás

Em dois meses, voluntários já conduziram 400 visitantes pela unidade, que fica em Parauapebas (PA)
Saúde e Meio Ambiente
Publicado em: 23/08/2018

A Floresta Nacional de Carajás comemora o desenvolvimento do trabalho da unidade com a participação ativa dos voluntários. Em dois meses de atividade, os voluntários conduziram cerca de 400 visitantes ao interior do Mosaico de Carajás para visitas, com o objetivo de fomentar a educação ambiental, promovendo a sensibilização sobre a importância dessas áreas protegidas.

Nesse período, os voluntários também promoveram palestras e participaram de eventos tanto na Floresta Nacional de Carajás quanto em comunidades do entorno, destacando a importância das unidades de conservação e disseminando o sentimento de pertencimento entre as comunidades, além de buscar o reconhecimento ao programa de voluntariado.

O Programa de Voluntariado da Floresta Nacional de Carajás, localizada em Parauapebas, no Pará, conta com 36 voluntários. Trata-se de uma equipe multidisciplinar que inclui estudantes de engenharia florestal, ambiental, geografia e do curso técnico em meio ambiente, além de pedagogos, engenheiro de pesca e outros profissionais que contribuem com o seu conhecimento para a conservação da biodiversidade amazônica.

A unidade iniciou as ações do programa em junho deste ano. E, após receberem formação teórica, os voluntários começaram a conduzir visitantes pelo interior das Unidades de Conservação do Mosaico de Carajás, com a orientação de colaboradores do ICMBio e parceiros, para que pudessem aprender na pratica as técnicas de condução de visitantes.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) iniciou o Programa de Voluntariado em 2009. Atualmente, diversas unidades de conservação oferecem a oportunidade às pessoas interessadas em ser voluntárias.

Para saber mais sobre o programa, acesse aqui

Fonte: ICMBio


Postar comentário